E a Eurocopa conheceu a Islândia!

iceland

Nem só de Bjork, bons músicos, gêiseres e Aurora Boreal vive a Islândia.

Halldórsson, Sigurdsson, Sævarsson, Skúlason, Bjarnason, Árnason, Gunnarsson , Gudmundsson, Sigurdsson, Sigthórsson, Bödvarsson e o autor do gol da vitória, Traustason, que entrou no segundo tempo, foram a campo nesta quarta-feira (22) na cidade de Paris dispostos a fazer história.

Representando uma seleção com pouca tradição no futebol internacional, que disputa seu primeiro torneio importante (Copa do Mundo ou Eurocopa) e organizado pela Federação Islandesa de Futebol (KSI nas iniciais em islandês) fundada apenas em 1947, a equipe se classificou em segundo lugar do seu grupo nas eliminatórias, escapando da repescagem e deixando a poderosa Holanda pelo caminho.

Na Eurocopa de 2016, que está sendo disputada na França, a equipe teve a companhia de Portugal, Hungria e Áustria no grupo F. Empatou com a seleção de Cristiano Ronaldo na estreia. Novo empate contra a Hungria, quando estava ganhando e tomou o gol que igualou o marcador já no final da partida, e enfim, sua primeira vitória na história da competição, 2 a 1 sobre a Áustria e a tão sonhada vaga nas oitavas de final.

Difícil para nós brasileiros, que temos 5 estrelas na camisa, entendermos o tamanho da emoção pela conquista do resultado, o gol suado no final do jogo, o lugar na fase final, onde encontrará a tradicional Inglaterra, e para falar de rivalidade local, a única seleção escandinava a alcançar as oitavas na Eurocopa desse ano.

Mas fica fácil entender o tamanho do feito ao escutar a narração completamente emocionada do gol da primeira vitória e garantia da vaga nas oitavas através do narrador da TV islandesa, é impressionante!

Foi uma vitória e tanto para a história do futebol islandês. E a celebração com os islandeses que invadiram a França para assistir ao torneio não poderia ser diferente, no final da partida jogadores e torcedores bateram palmas de forma ritmada em um espetáculo de encher os olhos. (confira na imagem de destaque)

A Islândia vai em frente. Se não sobra habilidade, tem raça, força e disciplina tática o bastante para sonhar em passar pela, até aqui, inconstante Inglaterra.

E já que falamos de bons músicos da Islândia, fechamos com um clipe que une futebol, música e a luta contra a homofobia!

Sigur Rós…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s