E todo ano é a mesma coisa…

audax

Equipes disparam nos estaduais, se classificam em primeiro lugar com muitos pontos na frente e ai muitas vezes caem nas quartas ou nas semifinais frente a equipes que tem mais de 10 pontos a menos.

Ai começa a reclamação. Como se os grandes culpados não fossem os próprios clubes, que através de seus dirigentes, aprovam fórmulas malucas de campeonato, como o bizarro Campeonato Paulista, que utiliza um critério para o descenso, outro para classificação e os melhores colocados na primeira fase não levam nem o direito do empate.

Mas ai vem a história de quem brasileiro gosta mesmo é do mata-mata, pode até ser, mas é possível criar um torneio mata-mata com critérios mais justos. No último Campeonato Brasileiro antes da era dos pontos corridos, 2002, o São Paulo fez uma excelente campanha na primeira fase e acabou derrotado pelo oitavo colocado, o Santos, logo nas quartas, e o time da Vila acabou sendo campeão daquele ano. Esse apenas um exemplo. Os torneios sem pé nem cabeça país afora, já tiraram a taça de grandes equipes…

Outra questão que chama atenção nessas finais de estaduais são as equipes que estarão entre as melhores de seus respectivos estados, mas não estarão no Brasileiro. O que nos faz pensar, os estaduais são realmente muito fracos e desinteressantes ou o formato do Campeonato Brasileiro e a forma existente para atingir a divisão principal são incapazes de dar conta do tamanho do país?

Audax, em São Paulo e Juventude no Gaúcho, estão entre os vinte melhores times do país? Ou realmente os estaduais não são parâmetros confiáveis? Em outras palavras, o Audax teria time pra enfrentar América-MG, Ponte Preta, Chapecoense, Figueirense, Atlético-PR, Sport e Santa Cruz?

Um Brasileiro que tivesse suas vagas preenchidas através dos estaduais seria mais justo, levando em conta o tamanho continental do Brasil? Ou os pontos corridos e suas séries “engessadas”, são a melhor forma de termos os melhores clubes do país na divisão principal?

São apenas interrogações que não terão respostas, pois o Audax, por exemplo, estará lá na distante Série D e em relação aos estaduais, ano que vem tem mais choro, com mais um monte de regulamentos sem sentido que deixará muitos líderes de primeira fase pelo caminho no primeiro mata-mata.

Anúncios

Um comentário sobre “E todo ano é a mesma coisa…

  1. Existe basicamente um conflito de interesses não declarado.

    De um lado há quem defende um modelo que valoriza a democracia no futebol e tentar levar o futebol ao máximo de locais possíveis.

    De outro lado quem deseja a máxima valorização das marcas e fortalecimento dos grandes times, buscando a internacionalização e a competitividade a nível internacional dos principais times.

    E entre as duas propostas há um universo de possibilidades, onde em um extremo estariam ligas e copas estaduais (nos modelos das ligas e copas européias). Dependendo do estado, 12 a 18 times por divisão, e com os times de primeira divisão jogando em no máximo 5 fases. E o campeonato brasileiro com os times classificados pelos estaduais;

    No outro extremo, estaria um modelo mais semelhante as ligas americanas. Uns 24 a 32 times agrupados regionalmente, mas que enfrentem times de outras regiões tb, jogando uma fase classificatória (ja que um torneio em pontos corridos necessitaria de muitas datas ou de uma redução grande de times).

    E dentro desse intervalo entre um e outro, os quais mais me agradam seriam:

    A um lado um modelo tendo como base o calendário dos anos 90, com alguns ajustes: campeonato brasileiro com algo em torno de 24 times por divisão e estaduais com 12 times por divisão. Estaduais no primeiro semestre, junto com mata-mata das divisões nacionais. No segundo semestre, fase classificatória do brasileiro e copa do brasil só com campeões estaduais.

    Puxando o “equilíbrio” pra outra direção, um modelo mais semelhante com o atual, brasileiro em pontos corridos (ou quase), divisões com algo entre 18 e 22 times, mas estaduais todos em mata-mata, jogo único, e copa do brasil só com campeões das copas estaduais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s