E todo ano é a mesma coisa…

audax

Equipes disparam nos estaduais, se classificam em primeiro lugar com muitos pontos na frente e ai muitas vezes caem nas quartas ou nas semifinais frente a equipes que tem mais de 10 pontos a menos.

Ai começa a reclamação. Como se os grandes culpados não fossem os próprios clubes, que através de seus dirigentes, aprovam fórmulas malucas de campeonato, como o bizarro Campeonato Paulista, que utiliza um critério para o descenso, outro para classificação e os melhores colocados na primeira fase não levam nem o direito do empate.

Mas ai vem a história de quem brasileiro gosta mesmo é do mata-mata, pode até ser, mas é possível criar um torneio mata-mata com critérios mais justos. No último Campeonato Brasileiro antes da era dos pontos corridos, 2002, o São Paulo fez uma excelente campanha na primeira fase e acabou derrotado pelo oitavo colocado, o Santos, logo nas quartas, e o time da Vila acabou sendo campeão daquele ano. Esse apenas um exemplo. Os torneios sem pé nem cabeça país afora, já tiraram a taça de grandes equipes…

Outra questão que chama atenção nessas finais de estaduais são as equipes que estarão entre as melhores de seus respectivos estados, mas não estarão no Brasileiro. O que nos faz pensar, os estaduais são realmente muito fracos e desinteressantes ou o formato do Campeonato Brasileiro e a forma existente para atingir a divisão principal são incapazes de dar conta do tamanho do país?

Audax, em São Paulo e Juventude no Gaúcho, estão entre os vinte melhores times do país? Ou realmente os estaduais não são parâmetros confiáveis? Em outras palavras, o Audax teria time pra enfrentar América-MG, Ponte Preta, Chapecoense, Figueirense, Atlético-PR, Sport e Santa Cruz?

Um Brasileiro que tivesse suas vagas preenchidas através dos estaduais seria mais justo, levando em conta o tamanho continental do Brasil? Ou os pontos corridos e suas séries “engessadas”, são a melhor forma de termos os melhores clubes do país na divisão principal?

São apenas interrogações que não terão respostas, pois o Audax, por exemplo, estará lá na distante Série D e em relação aos estaduais, ano que vem tem mais choro, com mais um monte de regulamentos sem sentido que deixará muitos líderes de primeira fase pelo caminho no primeiro mata-mata.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s