Eu lembro desse jogo: Corinthians 2 x 1 Cruzeiro – Campeonato Brasileiro de 1993

O Corinthians ainda não tinha perdido no campeonato. Eram 12 jogos, 9 vitórias e 3 empates. O torneio em questão é o Campeonato Brasileiro de 1993. Naquele ano o Brasileirão começou apenas em setembro. Dia 7.

Rivaldo e Viola correm durante treino do Corinthians em 1993.

Rivaldo e Viola correm durante treino do Corinthians em 1993.

O Campeonato Paulista daquele ano ainda era uma triste lembrança para o corintiano. O Palmeiras tinha saído da fila justamente contra o grande rival. Mas com a troca de treinador, Mário Sérgio assumiu, e a contratação dos principais jogadores do Mogi-Mirim, sensação do estadual e conhecido como Carrossel Caipira, a equipe jogava muito bem, e surgia como uma das grandes favoritas para a conquista do título.

Os jogadores que chegaram do Mogi eram, Válber, Admilson, Leto e…Rivaldo.

O Cruzeiro tinha chances de classificação, precisava vencer, e ainda contava com alguns jogadores dos títulos da Supercopa, em 91 e 92, incluindo o grande craque Marco Antônio Boiadeiro, e tinha no ataque, o jogador que mesmo sem o time conseguir se classificar, acabou como artilheiro da competição, Ronaldo, que ainda era chamado de Ronaldinho.

Aquela noite de quarta-feira do mês de Novembro, no Pacaembu, marcou o segundo confronto entre Rivaldo e Ronaldo. No primeiro turno, no Mineirão, o Corinthians venceu por 2 a 0. E o volante estreante, Zé Elias, foi o melhor em campo.

O Pacaembu lotado assistiu a um jogo bom, mas de muita marcação, jogo pegado. Ronaldo, goleiro do Corinthians, era o menos vazado do Brasileirão, e Ronaldo, do Cruzeiro, o artilheiro. Mas foi o corintiano Válber, que aos 20 minutos do primeiro tempo, marcou o primeiro de cabeça.

Edenilson, aos 29 do segundo tempo, deixou tudo igual para os mineiros. Corinthians 1, Cruzeiro também 1.

Mas após um bom lançamento, Rivaldo pareceu na cara do gol, aos 45 do segundo tempo, para marcar e definir a vitória corintiana. Após o gol, alguns jogadores do Cruzeiro chegaram a agredir a bandeirinha da partida, reclamando que o gol estava impedido. Mas não estava.

Esse foi um dos jogos mais emocionantes que vi no estádio. Com direito a Rivaldo e Ronaldo. E mais Válber, Boiadeiro, Ronaldo (o goleiro), Viola, Tupãzinho, o lateral Paulo Roberto e, o hoje treinador, Sérgio Guedes na meta cruzeirense. Jogão.

Assista aos gols da partida:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s