A integração passa pelas quatro linhas

Noite de quinta-feira, 07 de maio, na cidade de Buenos Aires dois gigantes do futebol mundial entram no estádio Monumental de Nuñez, mítico templo do esporte argentino, onde, entre outras coisas, a seleção local levantou seu primeiro título mundial em 1978. River Plate e Boca Juniors, com suas histórias e suas cores. Para quem gosta de futebol o espetáculo que uma torcida argentina proporciona ao receber sua equipe no gramado é algo único. E durante os 90 minutos não param de cantar.

As cores vermelha e branca do River Plate predominam. Jogam em casa.

river-plate

Estádio do River Plate na noite de ontem…

O jogo vale pelas oitavas de final da Taça Libertadores da América. O torneio mais importante e mais conhecido do nosso continente. Cinco clubes brasileiros ainda estão na disputa. O vencedor do super clássico argentino enfrenta quem passar do duelo entre Cruzeiro e São Paulo. Ou seja, a partida, além de ser um dos jogos mais importantes do mundo pela história dos clubes, interessa diretamente ao público brasileiro.

Mas se o debate sobre a integração do nosso continente é mais forte do que nunca nesse começo de século, nossa mídia continua virada de costas para os demais países da América do Sul. Nossa TV aberta tem seus pés fincados em séculos passados e consegue olhar apenas para a Europa. As tardes da Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão da Taça Libertadores, são recheadas de Champions League, o equivalente europeu à Libertadores.

Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique, Chelsea… clubes cada vez mais íntimos dos brasileiros. Nossos garotos desfilam com as camisas dessas equipes pelas ruas. Assistem ao futebol sul americano apenas quando as equipes do Brasil enfrentam os clubes dos outros países. Somos bombardeados com jogos do futebol europeu.

Camisetas de times sul americanos pelas ruas de São Paulo são raras. Mas facilmente encontradas na feira boliviana da Praça Kantuta, quem mora na cidade e visita a feira com frequência, preste atenção da próxima vez e certamente encontrará além de camisetas de clubes bolivianos e brasileiros, também muitos uniformes de equipes argentinas, uruguaias e eventualmente também de clubes do Paraguai e do Peru.

Lance da partida entre River e Boca

Lance da partida entre River e Boca

River e Boca foi um grande jogo. Muito disputado, por vezes até violento. Mas não passou para os brasileiros. Nossa TV aberta, e vale lembrar que são concessões públicas, não tem e nunca teve interesse na integração cultural do continente. O futebol é elemento formador de nossa identidade e de nossa cultura, assim como aconteceu nacionalmente, poderia ser um forte componente da integração do Brasil com a América do Sul. Mas não é e poderia ser, o futebol não é só o jogo de 90 minutos. São formas de torcer, formas de jogar, a maneira de se vestir e de cantar dos torcedores e por ai vai. Uma rica experiência cultural.

Vem ai a Copa América de seleções, em julho desse ano. O torneio acontece no Chile, e podem anotar, se o Brasil não estiver na final, não assistiremos nem ao jogo decisivo nos canais abertos.

Ah, o River ganhou de 1 a 0. Na próxima semana voltam a se enfrentar na casa do Boca, a temida La Bomboneira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s