A batalha de Hamburgo na Copa de 74

(Texto produzido em outubro de 2013…)

Seleção da Alemanha Oriental antes da partida contra os rivais ocidentais.

Seleção da Alemanha Oriental antes da partida contra os rivais ocidentais.

O sorteio de grupos para a Copa do Mundo de 1974, disputada na Alemanha Ocidental, reservou um clássico inédito e que não se repetiu mais na história dos mundiais. Caíram na mesma chave, o grupo A, Alemanha Ocidental e Alemanha Oriental.

As duas seleções tinham a companhia de Chile e Austrália na chave.

Em um Mundial cercado de preocupações com a segurança após os traumáticos eventos* dos Jogos Olímpicos de Munique, apenas dois anos antes, os anfitriões estrearam contra a seleção chilena, que havia se classificado com a desistência da União Soviética. Os alemães ocidentais levaram a melhor vencendo o jogo por 1 a 0. Na mesma rodada os alemães do leste venceram os australianos por 2 a 0.

Na segunda rodada a Alemanha Ocidental venceu a Austrália por 3 a 0 e os orientais empataram com os chilenos por 1 a 1. Com isso as duas Alemanhas chegavam à última rodada, onde se enfrentariam, já classificadas.

A partida, que foi esperada com muita tensão por ambos os lados, foi marcada para o dia 22 de Junho e seria realizada no Volksparkstadion na cidade de Hamburgo.

Estava em jogo muito mais do que apenas quem ficaria em primeiro e em segundo lugar do grupo. A rivalidade que vinha do campo político fez com que a partida fosse extremamente nervosa com duas equipes muito preocupadas em não sairem de campo derrotadas. A marcação dos dois lados foi muito forte.

Mais de 60 mil pessoas lotaram o estádio. Sendo que, desses, apenas 1,5 mil, aproximadamente, vinham do lado leste do Muro de Berlim.

A torcida da Alemanha Ocidental empurrava o time da casa o tempo todo. Em determinados momentos isso pareceu fazer a diferença a favor dos anfitriões. O atacante ocidental Gerd Müller chegou a acertar a trave dos orientais.

Vale lembrar que a Alemanha Ocidental já tinha um título mundial e era a atual campeã européia, enquanto os orientais faziam sua primeira, e única, aparição em Copas do Mundo.

Aos 32 minutos do segundo tempo, quando o jogo se encaminhava para um empate sem gols, dada a preocupação das duas equipes em não perder, o jogador da Alemanha Oriental Erich Hamann, que era reserva e tinha acabado de entrar na partida, superou a marcação do craque ocidental, Franz Beckenbauer, e cruzou para Jürgen Sparwasser. O atacante dominou a bola de forma estranha, usando até os ombros, e com isso conseguiu deixar para trás os dois zagueiros ocidentais e aparecer livre na frente do goleiro para fazer o gol que deixou o mundo do futebol surpreso. Era o gol da Alemanha Oriental! Era a vitória que parecia impossível mais perto do que nunca.

Bola do jogo autografada pelo autor do gol,  Jürgen Sparwasser.

Bola do jogo autografada pelo autor do gol, Jürgen Sparwasser.

Dai pra frente a Alemanha Oriental segurou com raça o resultado, para no final comemorar muito a vitória.

Pouco importa para os orientais se na continuação do mundial a Alemanha Ocidental se deu melhor e ficou com o título, a batalha de Hamburgo foi vencida pelos orientais e isso nunca seria esquecido.

O autor do gol, Jürgen Sparwasser, declarou alguns anos depois que se em sua lápide escreverem apenas “Hamburgo 1974” todos na Alemanha saberão quem está enterrado ali.

Assista ao jogo completo na transmissão da TV da Alemanha Oriental:

 

*Integrantes do grupo chamado Setembro Negro sequestraram e assassinaram onze membros da equipe olímpica de Israel.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s